Thursday 19th September 2019
x-pressed | an open journal
February 14, 2014
February 14, 2014

Espanha: “Querem condenar-me a 2 anos de prisão por escrever músicas”

Author: Pablo Hasel Translator: Gustavo Roxo
This article is also available in: elenesit
Espanha: “Querem condenar-me a 2 anos de prisão por escrever músicas”

Todos os dias temos de suportar todos os tipos de defensores do fascismo e absolutamente nada acontece; pelo contrário, os fascistas são defendidos pela polícia quando protestam, têm canais de televisão, jornais, finanças públicas e etc…

Contudo, dizer que aqueles que põem famílias nas ruas devem ser punidos é considerado defesa do terrorismo. Acusam-me de não me sentir mal se algo acontece àqueles que nos condenam à pobreza e precariedade. Julgam-me porque não suportam a nossa luta para acabar com as injustiças constantes e o facto de a minha música incentivar as pessoas a pensar.

No dia 10 do próximo mês, estarei sentado no Tribunal Nazi-onal acusado daquilo a que chamam “defesa do terrorismo”, por causa de algumas músicas e textos nos quais expressei o meu ódio pelos opressores, aqueles responsáveis pela situação intolerável em que vivemos, os culpados de um genocídio contínuo. Fomos informados tão pouco antes que não temos tempo de preparar uma campanha pela liberdade de expressão e pela absolvição.

Todos os dias temos de suportar todos os tipos de defensores do fascismo e absolutamente nada acontece, pelo contrário, são defendidos pela polícia quando protestam, têm canais de televisão, jornais, finanças públicas, etc…Cantar que os imigrantes devem ser mortos, como muitos grupos Nazis fazem, não é punível e é até normal que a polícia tenha acabado de assassinar 15 imigrantes.

Contudo, dizer que aqueles que põem famílias na rua devem ser punidos é considerado defender o terrorismo. Acusam-me de não me sentir mal se algo acontece aqueles que nos condenam à pobreza e precariedade. Julgam-me porque não suportam a nossa luta para acabar com as injustiças constantes e de que a minha música incentiva as pessoas a pensar.

Dois anos e meio atrás fui detido na rua, e dez polícias revistaram a minha casa levando muitas coisas tão perigosas como cadernos, livros, t-shirts, fotografias, computadores, etc. Não só meus como também da minha família. Depois fui levado para a estação da polícia em Madrid e depois de ser interrogado, fui deixado numa cela sem acesso à casa de banho e nada para me deitar ou cobrir.No dia seguinte fui a tribunal e fui libertado com acusações.

Existe apenas um mês para a campanha de absolvição e isto, bem como a deslocação para o tribunal, advogado e etc. terão um custo. Por isso dou o número de conta de um amigo, porque não tenho conta num banco, para qualquer pessoa que queira fazer uma contribuição solidária, mesmo que pequena (2100-0512-02-0101223457 Caixa).Neste caso até a mais pequena ajuda. Se, depois do julgamento, houver algum dinheiro restante, será doado para solidariedade com os presos políticos.

Contudo, o apoio para a campanha pode não ser apenas financeiro, denunciar esta repressão já é apoio suficiente. Obrigado desde já a todos aqueles que se chegaram à frente na luta pela absolvição e contra este abuso da mais básica das liberdades.

As pessoas devem saber que neste país apenas existe liberdade de expressão completa para os fascistas e, pelo outro lado, existem pessoas detidas e levadas a tribunal por expressarem as suas ideias sobre a justiça social.

This article is also available in:

Translate this in your language

Like this Article? Share it!

Leave A Response